ASAE lamenta falas de diretores administrativos no dia de comemoração dos 66 anos da Ascar

 ASAE lamenta falas de diretores administrativos no dia de comemoração dos 66 anos da Ascar

A ASAE ficou muito honrada de ter sido convidada pela Direção da Emater/RS-Ascar para participar da live comemorativa dos 66 anos da Ascar e representar todas as demais entidades associativas e sindicais.

Apesar de contente pela comemoração e passagem do aniversário, a ASAE não pode se furtar de vir a público para manifestar os vários sentimentos de indignação externados pelos seus associados e associadas em relação aos pronunciamentos do Diretor Administrativo em Exercício, Nilo Sérgio da Silva Schwindt, durante a live, e do Diretor Administrativo, Vanderlan Vasconcelos, em vídeo publicado em rede social da Emater/RS-Ascar.

A ASAE, sem desconsiderar as intenções e contribuições dos dirigentes, lamenta os seus discursos e entende que não fazem jus a história da Ascar, pois quem a construiu foram muitas pessoas que dedicaram ou, agora, dedicam a sua vida profissional para torná-la uma instituição de excelência e reconhecida como tal pela sociedade gaúcha e brasileira.

A ASAE entende que a Ascar não é rastreamento veicular e não é um prédio, muito menos que a sua reforma, com o argumento de poupança de recursos, deva ser apresentada como grande feito de gestão. Da mesma forma, lamenta que a diminuição do seu corpo funcional seja comemorada, como também lamenta que colegas trabalhadores e trabalhadoras, com mais de 50 anos de idade, tenham sido considerados “ultrapassados” e expostos de maneira inapropriada.

Pessoas não são números! Cada uma que passou pela Ascar ou que agora desempenha sua função tem uma história de feitos relevantes que contribuiu para a tão bonita história da instituição.

Considerando a importância da Ascar e da agricultura para o PIB gaúcho, acreditamos na importância das pessoas, e que somente com mais e não menos pessoas conseguiremos fazer a extensão rural oficial continuar a servir ao Rio Grande do sul.

Queremos acreditar que os discursos proferidos foram apenas uma infelicidade. A Ascar é muito maior!